19 julho 2014

Sorry... Or not...

Se eu me arrependo de o ter apoiado mais do que a ti? Não, já não. Se eu voltava atrás no tempo e mudava alguma coisa do que fiz nesta história toda? Não. Eu apoiei os dois, dei conselhos aos dois, só que a partir de um certo ponto eu comecei a perceber que ele dava mais valar do que tu. Dava mais valor a mim e dava mais valor a ti do que tu a ele. Ele queria que tudo resultasse muito mais do que tu. Doeu-lhe, doeu-lhe muito, fui das únicas pessoas que soube o que se passava na sua cabeça e que o apoiou.
Mas, obrigada, a sério... É por pessoas como tu (que se afastam sem razões e justificações plausíveis) que eu percebi quem são os verdadeiros. Os que mesmo após toda esta distância e todo este tempo continuaram disponíveis e incansáveis.
Seria uma parva e uma estúpida se dissesse que já não gosto de ti ou que já não me importo, mas cansei de puxar a corda sabes? De que me adiantava fazê-lo se ela não traz nada?
Se penso nos velhos tempos e me sinto culpada por tudo isto? Não, não mais...
Obrigada Tess! Obrigada pelos bons momentos e pelo grande "abre olhos". 
Obrigada.

30 comentários:

  1. Wow então o que se passou? :/
    R: eu também ainda estou a acabar de ver TVD. Faltam-me três episódios para terminar, acho eu. E já comecei a ver The Originals! Ainda estou muito no início, mas é super fixe ver o Klaus, ele é tão cómico :P
    Bom fim-de-semana. Beijos.

    ResponderEliminar
  2. Chega mesmo a uma altura em que se torna cada vez mais difícil segurar a corda. Mas essas pessoas também nos fazem crescer. Força!

    ResponderEliminar
  3. Pelo menos abriste mesmo os olhos!

    ResponderEliminar
  4. Fico feliz se tudo acabou por se resolver... É pena é que talvez ambas tenham sofrido (a Tess é uma rapariga, certo?? (Eva um pouco confusa))

    http://iamagirlaloneintheworld.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. São momentos assim que vemos quem são os verdadeiros :s

    ResponderEliminar
  6. r: não porque não me posso candidatar até ter o secundário completo.

    ResponderEliminar
  7. r: eish, que cena de feia que te aconteceu, não sabia o: às vezes também tenho receio que certas pessoas vejam o meu blog, principalmente quando começo a ver que me seguem em anónimo :/ mas pronto, este cantinho está muito lindo!
    quanto ao post... consigo me identificar em cada palavra. é assim, não deu valor, não merece, perde... mas custa :x

    ResponderEliminar
  8. São os pequenos detalhes que nos mostram que está lá para nós.
    R: Sim, eu estou bem, portanto.
    Muito obrigada.

    ResponderEliminar
  9. O meu também era, até eu ter mudado o primeiro post... mas agora juro que não me vou esquecer ( espero bem que não :p )

    ResponderEliminar
  10. Eu adoro o casal ( Klaus e Caroline ) acho-os super amorosos e então pronto aproveito sempre estes textos para os por +.+
    Fico feliz que tenhas gostado do texto querida, a serio que sim : ) ( ás vezes penso que as pessoas se cansam de ler os meus textos por serem sempre sobre as mesmas coisas :$ )

    ResponderEliminar
  11. Às vezes precisamos destes "abre-olhos", para o nosso bem. Força!

    ResponderEliminar
  12. Eu só tive dois ataques destes, eu nem sei se se pode chamar ataque de panico, mas é assim que lhes chamo por eu entro em stress por não conseguir parar de chorar e por a minha respiração ficar tão ofegante que parece que a qualquer momento vou desmaiar... vou seguir os teus conselhos querida, obrigada a serio : )

    ResponderEliminar
  13. r: primeiro para teres a ficha de ENES tiveste que pedir por ela, depois é uma ficha onde diz a média com que acabaste o secundário, diz as notas que tiveste nos exames nacionais, deste ano e do ano passado, e depois tem os códigos da tua escola, do teu curso, o código de candidatura online, e é uma folha carimbada pela tua escola.

    ResponderEliminar
  14. Conta comigo para o que precisares, a sério! Força.
    R1: Eu adoro a maneira dele, tenho de estar atenta, gosto disso. E os parágrafos enormes? :) Eu arrependi-me de ter ido á segunda, só fui gastar dinheiro, sinceramente. Quanto tiveste este ano? (se quiseres dizer) E queres que curso? Pessoas dessas merecem que lhes mergulhem a cabeça num balde de merda (desculpa, mas estas situações revoltam-me). A tua tia pela opção jurídica julgo que não poderia ir, ele iria alegar as dívidas e era complicado, mas chegando a acordo talvez ela ficasse ainda com o apartamento...Não sei, ela não se meta em tribunais, só iria gastar dinheiro sem nada garantido. Pelo menos ela ficou com a miúda? Esse homem vai-se dar mal na vida, ai vai vai, estupor. A tua tia vai ser feliz longe daquele homem, vai pois...Ai, estou mesmo revoltada, juro.

    ResponderEliminar
  15. R2: Eu já saí de Portugal, fui á Suiça, mas viver viver só em Portugal e no mesmo sitio...

    ResponderEliminar
  16. R: A rapariga em questão só me chateia, a toda hora, por causa dos pseudo-problemas dela. Por exemplo, ela é obcecada por 1 rapaz (e diz também gostar de outro), imagina lá que ela queria que o rapaz viesse acampar com ela para eles terem relações sexuais, e ela dizia-me que lhe tinha de fazer sexo oral para ele ser namorado dela. Fora as coisas que eles faziam antes de o rapaz se fartar da obcessão dela, por exemplo, sexo virtual com webcams e não sei quê, ele vive longe e ela pronto, é assim. Depois são os discursos de vitimização e não sei quê. Eu no principio (e so a conheço há um mes, por aí), tentei aconselhá-la a dizer que ela não estava a fazer as coisas bem, mas dizer isto todos os dias cansa, chamadas ás 3 da manhã em época de exames cansam. Ela quer estar sempre a falar por voz, mas esquece, arranjo sempre desculpas agora, paciencia, quero la saber. Eu sei que pareço insensivel ou assim, mas isto está fora dos limites.

    ResponderEliminar
  17. R (ja perdi a contagem): O meu também não, criei o conjunto mais pelo aspeto estético daquilo :p

    ResponderEliminar
  18. R: Ahaha, deixa ser montagem :c não fui eu ahaha Sim *.* e preciso que me mandes um mail, preciso falar contigo! Acho :|

    ResponderEliminar
  19. R: Eu sinceramente não gosto muito de hospitais.. mas um voluntariado na área da pediatria era incrivel!

    ResponderEliminar
  20. força!

    r: muito, mesmo! obrigada :)

    ResponderEliminar
  21. É isso mesmo , princesa, deixar quem não se importa para o lado e importar-mo-nos por quem se importa.

    ResponderEliminar
  22. É assim mesmo! Não podia concordar mais (ainda por cima com esse gatito no gif xD) o meu lema é: se aconteceu foi por um motivo por isso não te arrependas!

    ResponderEliminar

Não me diga que o céu é o limite, quando há pegadas na Lua.

Devaneia para a frente*
Os comentários serão respondidos no teu blog, se demorar muito... a culpa é da falta de tempo e/ou da preguiça!