28 setembro 2015

Eu não sou a queridinha...


Mais frequentemente ouço as pessoas dizerem "Ela parece querida e fofinha, mas não a queiras ver do avesso..." do que "Ela parece uma nojenta, mas depois revela-se uma simpatia.". Posso ser uma simpatia, mas não gosto que me pisem os calos. 
A Blaire e a Taylor são as mesmas desde o ano lectivo passado, põe-se com bocas, acham-se superiores e se as coisas não são como elas querem, cai o Carmo e a Trindade. Têm-me posto a mim e à Japa de lado, imensas vezes, nós agradecemos mas há coisas que simplesmente não se fazem aos outros. Não desejo mal a ninguém, até porque a lei é: Tudo o que vai, volta. O karma acaba mesmo por actuar e estas duas meninas já estão sob o seu efeito.

3 comentários:

  1. Não percebo a necessidade que algumas pessoas têm de se acharem superiores aos outros --'

    ResponderEliminar
  2. Nada como deixar o karma fazer o seu trabalho! Não liguem, um dia ainda acabam por precisar de vocês

    ResponderEliminar

Não me diga que o céu é o limite, quando há pegadas na Lua.

Devaneia para a frente*
Os comentários serão respondidos no teu blog, se demorar muito... a culpa é da falta de tempo e/ou da preguiça!