27 junho 2017

Como sempre, são as pequenas coisas ⊗


São as pequenas atitudes de: se ele fala comigo, a menina amua; se ele tem de ir tratar de assuntos de direcção e afins comigo, a menina chateia-se com ele; e se a menina se chateia, ele muda logo a atitude  com a Nea. Pois, of course que sobra para a Nea, porque foi a Nea que errou em primeiro lugar...!
Desculpem, mas não consigo compreender as pessoas que arranjando namorada/o se esquecem dos amigos e amigas, de quem sempre esteve lá, até nos piores dos piores momentos. Aquelas pessoas capazes de descartar e colocar completamente de lado as amizades... Acho tão injusto. Não consigo entender.
É o acumular das pequenas coisas que me fazem dizer: Chega. Tenho que fazer o que já devia ter feito há muito tempo, não estou para viver neste modo telenovela, em que o casalzinho ora está bem, ora está chateado, e eu que fui a tramada desde o início é que desempenho o papel de: amiga que a namorada não gosta e quer longe. Se o que querem é a Nea afastada, é a Nea afastada que vão ter. 
Pode-se dizer: Não quero perder a tua amizade, continuas a ser das pessoas mais importantes e não me vou afastar de ti por isto, por mais que tu Nea, te queiras distanciar. Isso mesmo, dizer, as atitudes têm revelado outra coisa. Eu é que não devia ter continuado lá, a desempenhar o papel de amiga, mesmo depois de tudo.
Foi essa a sua escolha há já meses atrás, repetida agora vezes e vezes sem conta, pois então agora, esta é a minha.
Para mim, chega.


P,s, Como já li umas vezinhas, se não entendem e não sabem da história toda, não digam que isto são ciúmes. Por favor, não pode estar mais errado!

2 comentários:

  1. Eu também não compreendo essas pessoas, até enerva. Felizmente, as minhas amigas com namorado não só fixadas nele, continuam a dar atenção aos amigos :).
    Beijinhos,
    Cherry
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar
  2. nea. eu acho que sei mais ou menos da história e eu não lhe chamaria ciúmes (pelo menos, do teu lado), mas sim criancice (e não é do teu lado). acho que tens de fazer o que achas correto e, o resto, o tempo resolverá!

    r: ficava o resto da vida a ouvir-te falar da opinião que tens sobre deus. juro!

    ResponderEliminar

Não me diga que o céu é o limite, quando há pegadas na Lua.

Devaneia para a frente*
Os comentários serão respondidos no teu blog, se demorar muito... a culpa é da falta de tempo e/ou da preguiça!