Eu sou uma triste...

Did You Knew?!

Primeiramente porque não venho cá há dias.
Segundamente porque o último post que vos deixo é super deprimente!

Antes de mais nada: A frequência que tive na segunda correu estranhamente bem, talvez porque antes desta tive um furo de 3h e aproveitei para ir com a Japa e a Loira ao shopping, almoçar ao Mc'Donalds! Tiramos imensas fotos e só ouvia "Oh Nea, não sei porque não gostas de fotos!!"
Já a de quarta, foi teste de uma cadeira de Direito, então tínhamos de aplicar os artigos dos códigos a certas situações e isso tudo, basicamente: era muita coisa para 1h30, muita pressão! Mas não correu mal de todo.

Hoje, estou descansada, porque fui inteligente e quando foi altura de escolher entre duas opções de disciplina eu escolhi a que parecia ser pior mas que se mostrou bem melhor. Então, quem tem a outra disciplina está a stressar por esta hora, a entrar em colapso porque é complicado e eu só tenho de estudar para um teste. Bem, esse teste é de uma cadeira em que o prof não é português e não sabe dar aulas, ninguém percebe nada das aulas dele, mas eu até estou a entender os PowerPoints (não sei como) portanto não deve ser mal de todo. Mas deixem-me estar calada que nunca se sabe!

E quanto aos atentados... Começo por dizer que não é só Paris que está a sofrer com tudo isto, sou das primeiras a citar o Libano e afins em todo o lado. Agora, tenho lido também em todo o lado e mais algum "bocas" sobre Deus e as religiões, não preciso de me explicar, quem tem facebook de certeza que já leu posts e comentários sobre isto de diversos modos e feitios. Mas se há coisa que eu não suporto são falsos moralistas e pessoas super "cultas" mas depois abrem a boca e não dizem coisa com coisa, as respostas são tudo menos fundamentas e com cesso. Continuando.... O meu pensamento é sempre o mesmo: Terrorismo não é religião! E não me venham com merdas (desculpem a linguagem).

Agora, sobre o post passado:

Faz hoje uma semana desabafei com a minha mãe e disse que não me sentia bem em lado nenhum, que me sentia, sei lá... posta de parte. E ela disse mesmo assim: " Oh rapariga... Tu também é que és assim, constróis uma muralha e não deixas as pessoas aproximarem-se de ti. Tens de deixar de fazer filmes. Tens tanta gente que gosta de ti! Não tens razões nenhumas para estar assim!". Sim, a minha mãe cheia de frases feitas e a ser toda querida. Mas ela não deixa de ter razão, frases feitas ou não isto é muito verdade, desconfio de tudo e de todos, e não há nada que vá mudar isso.

6 comentários:

  1. Tenta fazer o que a tua mãe diz, parece-me muito acertado.

    ResponderEliminar
  2. Compreendo-te perfeitamente porque a vida fez com que eu fosse uma pessoa que desconfia muito das pessoas porque eu sofri muito por confiar nelas. Não queria ser assim mas faz parte de mim e cabe a mim saber controlar e ver muito bem as pessoas que estão do nosso lado.
    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Ainda bem que as frequências correram bem :)
    Infelizmente, vão esconder-se atrás da religião para justificar os atos, quando esta nunca será a verdadeira razão.
    Criamos muralhas porque há mágoas que nos obrigam a isso, mas aos poucos temos que arranjar mecanismos para que a porta se abra. Caso contrário, vamos afastar pessoas incríveis!

    ResponderEliminar
  4. Ainda bem que anda tudo a correr bem na universidade... Que continue assim :)
    Concordo, os atentados não foram só em Paris, devia dar-se mais destaque também a tantas outras pessoas que morreram noutros ataques!
    Olha que isso nem sempre é bom...

    ResponderEliminar

Não me diga que o céu é o limite, quando há pegadas na Lua.

Devaneia para a frente*
Os comentários serão respondidos no teu blog, se demorar muito... a culpa é da falta de tempo e/ou da preguiça!