15 maio 2015

Fica para a vida


Finalmente, vou falar-vos do cortejo. O momento em que deixamos de ser caloiros. Não vou descrever tudo porque se o fizesse teria de ser um post muito detalhado e longo, vou apenas falar do essencial e do que me marcou mais. 
Basicamente nós percorremos muitas ruas do Porto. Cheguei lá às cinco e saí à meia noite e meia, quase uma. O caminho foi muito animado, íamos a ouvir as músicas que o camião fazia questão de se fazer ouvir bem alto. Uma vez,  eu e umas raparigas fizemos uma roda e estávamos a dançar (o tradicional pé para a esquerda, pé para a direita e assim sucessivamente) e uma doutora finalista juntou-se a nós, depois parou e começou a cantar o "Mais e mais amor", nós seguimos claro e depois toda a gente que lá estava cantou também, quando olhamos para a tal finalista ela estava a cantar com uma força enorme e a chorar, arrepiei-me todinha!
Muito tempo depois desta cena linda, chegamos à torre dos clérigos, sentamo-nos e um finalista começou a falar:
"É agora caloirada! É a minha última descida - faz grande pausa - , vamos com tudo carago! Como manada que somos!"
E fomos... A emoção que senti a descer os clérigos foi inexplicável e inesquecível. Os clérigos já me são muito porque me lembro sempre do meu padrinho e descer aquilo como caloira pela última vez, sabendo que dei tudo e que senti tudo ao máximo... Não há palavras mesmo!
Pouco depois já estávamos na tribuna, pusemo-nos todos de joelhos e passamos por baixo das bengalas de todos os finalistas. Sei que a minha casa foi das poucas a fazer isto mas ainda bem que o fomos porque esse momento foi mais um inesquecível, os doutores gritavam por nós, diziam para continuar-mos, que éramos um orgulho e o último de todos disse "Bem vindas senhoras pastranas!", não me acreditei e ainda não quero acreditar! Mas sei que vou fazer de tudo para passar aos próximos caloiros o que me passaram a mim.
O tempo que passamos a caminhar e a cantar faziam daquilo um dia super cansativo, supostamente, cheguei ao fim com os joelhos todos pisados, mas não me queixei de nada e na verdade, não senti cansaço nenhum porque... quem corre por gosto não cansa!
Há um trecho de uma música que nós adoramos que resume o cortejo e toda a queima: 《Foi bom, enquanto durou, mas hoje acabou, tudo passou》. E foi isto.

Foi cortejo, foi inesquecível! 

15 comentários:

  1. oww! nota-se que estás mesmo feliz com tudo, nea! mas ohhh, o resto dessa tal música é que não combina bem ("eu já decidi, que não quero mais ficar aqui") ahahahah

    r: eu também não me imagino e acho que vou sentir alto vazio mas... well, para o ano provavelmente vou estudar para fora (ok, amy, já é hora de fazeres um post sobre isso...) e, mais dia, menos dia, vai ter de acabar :/
    <3 <3 <3

    ResponderEliminar
  2. eu passei na tribuna perto da mesma hora que tu x)

    ResponderEliminar
  3. Todos os anos é a mesma coisa: chego aos Clérigos e desabo num pranto. Aquela descida tem mesmo um significado incrível e é quando chegamos ali que realmente percebemos que o caminho até à tribuna é rápido; que está a acabar.
    Este ano senti o cortejo de forma ainda mais especial até porque pela primeira vez tive uma afilhada!

    ResponderEliminar
  4. das coisas que mais me marcou este ano foi, sem dúvida, a praxe :*

    ResponderEliminar
  5. Tenho imensas saudades do meu ano de caloira, marcou-me imenso!
    xoxo
    BLOG: adonadasushi.blogspot.pt
    F-PAGE: facebook.com/blogdadonadasushi
    Participa no GIVEAWAY que está a decorrer!

    ResponderEliminar
  6. Acho que foi o excerto do livro que mais me fascinou! É um paralelismo perfeito!!!

    Já passsei pelo mesmo... É uma pena que o tempo da universidade passe de forma tão veloz :p

    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
  7. r: devemos sempre procurar a nossa felicidade :)

    ResponderEliminar
  8. r: estudar fora mas não é fora de portugal, é fora de lisboa, ok? x)

    ResponderEliminar
  9. é algo que de certo nos deve marcar para a vida , este ano entrarei na faculdade e espero que seja uma experiência realmente boa !

    ResponderEliminar
  10. Bem deve ser uma experiência das melhores e que mais marcam!

    ResponderEliminar
  11. Acredito que sintas tudo isso!

    r: ♥♥♥

    ResponderEliminar
  12. ainda bem que foi um grande momento, são desses que a vida precisa :)

    ResponderEliminar

Não me diga que o céu é o limite, quando há pegadas na Lua.

Devaneia para a frente*
Os comentários serão respondidos no teu blog, se demorar muito... a culpa é da falta de tempo e/ou da preguiça!