Isto não me tira nada do sério...


Vou contar-vos uma história, algo que me tem acontecido nos últimos tempos, que me deixam fora de mim e super triste.
Há umas semanas no coro houve eleições, para os representantes do mesmo e tinhamos também de eleger uma pessoa para representar o grupo nas reuniões gerais, feitas com todos os grupos da paróquia e todos os anos de catequese. Eu fui escolhida para ser essa pessoa. Dias depois numa outra reunião do coro o maestro disse que apenas os maiores de 16 podiam votar num representante do grupo e não toda a gente, como nós tínhamos feito, então fizeram-se novas eleições. A Isabel estava na reunião em que o maestro disse tudo isto, em que disse que então não era eu até os novos votos saírem. Os novos votos saíram, e quem ganhou foi o maestro por 2 votos, e ganhou muito bem! Ele é que está plenamente por dentro de todos os assuntos do grupo, é mais que justo.
Na sexta feira passada a Isabel mandou mensagem para todos os elementos da pastoral, e o melhor começa aqui, para todos os elementos menos para mim e a Phoebe. No dia em que eu fui sair com a Sophie, a Phoebe e o Toby estavamos a falar disso e o Toby até ficou chocado por ela não ter mandado para nós. Agora, outra parte boa: Na mensagem, a Isabel dizia para as pessoas votarem numa pessoa para ser o representante do grupo de catequese, mas, que não podiam votar na S. porque a senhora está a representar o ano de catequese dela, nem em mim, supostamente porque estou como representante do coro. Eu acabo de ler a mensagem e digo logo à Sophie, como é que ela mandou isto para as pessoas se ela estava na reunião do coro e ouviu o maestro dizer que eu já não era representante até os votos saírem? E, a namorada do maestro já tinha mandado mensagem a dizer que ele tinha ganho a eleição. Por isso ela não tinha nada que me vir com merdas, desculpem a linguagem mas é mesmo assim. Tem algum jeito? Não tem! Se ela quer ficar como representante que fique, não sou eu que vou bater peito com ela. E mesmo que fique, verdade seja dita... É comigo que o maestro vem ter para eu falar com as pessoas do grupo de catequese sobre determinado assunto, e o mesmo acontece com a S. que me vem pedir para falar com o maestro e assim, eu é que fico sempre no meio, eu é que faço sempre tudo.
Depois, ontem, a namorada do maestro ligou-me a perguntar se era o coro a cantar na missa do grupo de catequese amanhã e eu disse que sim. Ela sempre calma a falar "Pois... Mas é assim... Ninguém nos disse nada... E nós não podemos andar sempre em cima do calendário para ver quando temos as missas. Por isso, se tu pudesses avisar tipo a meio da semana a partir de agora, a gente agradecia.", ficou tudo resolvido e eu fiquei de mandar sempre mensagem. A seguir a isto mandei mensagem à Sophie a explicar que o maestro estava lixado que ninguém o avisava, que já era assim há uns tempos e só em cima da hora é que se sabe. Que agora ia avisar sempre com antecedência. Que sabia que estava tudo no livrinho mas, nós temos tanta coisa, nunca nos lembramos do semelhante, principalmente os da direção. Ela disse que eu não tinha razão, que tinha ficado falado na reunião que as missas iam ser feitas pelo coro e eu, tinha dito que na reunião seguinte que era do coro iria falar, elas não foram. E que ninguém tinha que ficar com azia... É uma questão de se avisar com antecedência. Eu não sei quanto a vocês mas eu não interpretei isto lá muito bem...
Mas pronto, não tem nada que vir contra mim, eu disse que tinha avisado mas que também não tinha a obrigação de avisar as datazinhas. Sou apenas um membro dos dois grupos, faço o que posso. Ela continuou a dizer que nós tínhamos ficado de avisar o coro e disse "Esquecimentos todos temos" lá para o meio. Mas eu não me esqueci, oh pah.
Depois disto continuou com a conversa mas já com smiles à mistura como quem diz, não estou a dizer nada por mal. E eu quero acreditar que não. Mas a verdade é que aquela gente tem andado muito estranho comigo ultimamente. Pode ser só impressão minha, mas sinto que se anda tudo a virar contra mim e não é só no grupo de catequese.
Hoje à noite é a reunião onde se vai fazer a votação para o representante do grupo de catequese então e eu vou, vou ver o que sai de lá e os comportamentos da Isabel. Não ando a gostar disto e já ando a pensar duas vezes sobre a minha continuidade lá.
E gente, por favor não me peçam para falar com as pessoas, há certas coisas que simplesmente não se fala... As pessoas tem que aprender a bater com a cabeça na parede, não sou eu que vou pegar nelas e espetá-las!

2 comentários:

  1. Infelizmente, há pessoas que criam confusão por tudo e por nada e, claro, isso vai desmotivando. Força*

    ResponderEliminar
  2. Realmente é preciso ter lata, tu fazes o que podes pelo grupo e mesmo assim ainda há confusão!
    Deixa lá, continua na tua e, por mais difícil que possa ser, lembra-te que estás a fazer uma coisa que gostas :)

    ResponderEliminar

Não me diga que o céu é o limite, quando há pegadas na Lua.

Devaneia para a frente*
Os comentários serão respondidos no teu blog, se demorar muito... a culpa é da falta de tempo e/ou da preguiça!