27 janeiro 2015

Era muito melhor que o texto fosse curto e nada lindo...


Eu disse que era melhor se não tivesse inspiração para este tipo de posts.
É dia 27, não sei se rir ou chorar quando é dia 27.
Tu não eras como as outras avós, de tudo. Tu não eras daquelas típicas avós fofinhas, que nos enchem quando vamos a casa delas e que nos dão miminhos. Tu davas-me miminhos à tua maneira. Tu saías mais do que eu. Tu eras uma verdadeira louquinha. Se eu esperava que fosses primeiro que a avó que fez agora 80 e que o avó? Não mesmo... Mas é a vida, tudo acontece por uma razão não é?
Neste dia o mais provável era tu dares uma prenda a mim, um livro ou até um emblema na altura em que estamos. Tenho a certeza que ias adorar ouvir-me a falar de praxe e que terias todo o gosto em ver-me na queima. Dói quando penso que não me vais ver trajar, doi mesmo muito porque sei que tu o querias. Dói saber que não me vais ver queimar as fitas. Eu sei que estou a falar muito nisto, mas eu já te escrevi tantos textos que a única coisa que falta falar é mesmo o meu percurso académico... E o aparelho! Tenho a certeza que a esta altura estarias a rogar tanto preguedo ao meu aparelho quanto eu! Lembrei-me de outra, se as tuas duas filhas e a tua neta mais nova são umas malucas nos concertos do coro, eu nem quero imaginar se tu lá estivesses também. Oh avó, tu ias gostar tanto, cantamos músicas que tu irias adorar. Os D.A.M.A, se há alguém que ia comigo ao concerto deles eras tu. Ainda me estás a dever um bolo e uma champanhe para festejar certas coisas.
Sabias que agora as corujas são moda agora? Deixa lá, para mim vai continuar a significar o que sempre significou, é pena que daqui a uns anos para mim continue tudo na mesma mas a moda passe... Finalmente comecei a ver uma novela brasileira, aleluia não? É juvenil ainda por cima, um dia destes vou falar dela aqui no blog.
Mas bem, hoje iríamos comer sapateira, beber champanhe, ouvir música nas alturas e o avô chamar-te-ia de bruxa antes de ir para a cama. Faríamos isso tudo e mais alguma coisa, se tu ainda estivesses aqui...
O texto seria muito lindo, se eu ainda não te tivesse escrito nenhum...

Acho que hoje em dia sou muito mais forte com a tua presença subentendida do que alguma vez seria com a tua presença real e por isso te digo:
Obrigada!
Parabéns Avó ♚❇ ♥


Amy: Sabes bem ♥ ♥ ♥ ♥ ♥


Ironia das ironias é eu estar a ler este texto e a reprodução automática do blog colocar nightingale....

12 comentários:

  1. É um texto lindo, acredita! Ela estará sempre aqui!

    ResponderEliminar
  2. são dias dificeis , oh como te entendo .. desde que perdi o meu pai , o meu avô e a minha bisavó ! mas ela estará a olhar por ti onde quer que esteja , parabéns para ela e força para ti * qualquer coisa, estou cá sim ?

    r: carente não é o termo , mas eu sou uma mimadinha do pior x)

    ResponderEliminar
  3. Que texto lindo :')


    *Beijinhos*
    Caty<3
    http://myfairytale4.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. O texto é sem dúvida muito lindo :)
    Aposto que a tua avó estaria orgulhosa :)

    ResponderEliminar
  5. Que texto tão bonito! Sei as saudades que tens dela, também eu tenho muitas da minha /: Mas sei que estão orgulhosas de nós, e provavelmente a cochichar as duas lá em cima :p

    ResponderEliminar
  6. Ler este texto com a música dos Coldplay como som de fundo arrepiou-me :x
    Eu sei o que isso é! Já perdi as minhas avós e o meu pai e a verdade é que nunca vamos aceitar essa perda. Apenas nos vamos conformando, mas a raiva, a angústia e a tristeza predominam sempre. Muita força, orgulha a tua avó e faz-la feliz, ela de lá de cima proteger-te-á sempre! :)

    ResponderEliminar
  7. Lindo texto! Arrepiei confesso! Ela esteja aonde estiver estará a ver-te alcançar todas as tuas metas e a seres feliz! :)

    R: Sim, comi o big tasty, pelas panquecas já perdi o desejo xb
    Eu espero também resolver a situação, visto que continuo indecisa! Obrigada princesa, digo o mesmo do teu :')
    Beijinho *

    ResponderEliminar
  8. «Dói quando penso que não me vais ver trajar», tive exatamente a mesma dor. Perdi a minha avó no meu primeiro ano de faculdade, em janeiro, e quando trajei pela primeira vez custou-me imenso. Mas depois percebi que à maneira dela viu, porque estará sempre comigo. E a tua avó continuará ao teu lado a acompanhar todas as tuas etapas

    ResponderEliminar
  9. Lindas palavras minha querida. Eu sei que ela está sempre perto de ti mesmo que não a vejas e em todos os momentos importantes ela vai ver-te, vai estar presente :) força*

    ResponderEliminar
  10. Lindo texto Nea*, ela estará sempre no teu coração e cada vez que te recordares dela. :)

    Beijinhos querida*

    ResponderEliminar
  11. Olá querida , venho relembrar-te que falta-te enviar as dedicatórias do BLOG ON , peço-te que envies no máximo até dia 31 de Janeiro :)

    ps: novidades no post de hoje no meu blog , sobre o BLOG ON :)

    ResponderEliminar
  12. és linda, nea, linda, a mais linda de todas <3

    ResponderEliminar

Não me diga que o céu é o limite, quando há pegadas na Lua.

Devaneia para a frente*
Os comentários serão respondidos no teu blog, se demorar muito... a culpa é da falta de tempo e/ou da preguiça!